inauguracaoaircentre

Projeto tem como objetivo o desenvolvimento de pesquisas sobre mudanças climáticas e questões relacionadas ao Oceano Atlântico. Evento também marcará lançamento de programa Living Lab, do Parque Tecnológico da UFRJ

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por meio do Parque Tecnológico da UFRJ e do Laboratório de Métodos Computacionais em Engenharia (LAMCE) da COPPE/ UFRJ, inaugura no próximo dia 9 de agosto o AIR Centre – Rio de Janeiro, projeto que tem como objetivo promover novos conhecimentos sobre mudanças climáticas e questões relacionadas ao Atlântico, conectando tecnologias de águas profundas a tecnologias espaciais por meio da cooperação global. A inauguração acontecerá a partir das 9h, no auditório do Parque Tecnológico da UFRJ, e contará também com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Manuel Heitor, e da Reitora da UFRJ, Denise Pires.

A implementação da parceria foi conduzida pelo Parque Tecnológico da UFRJ e pelo Laboratório de Métodos Computacionais em Engenharia da COPPE / UFRJ, trazendo para a UFRJ a instalação de uma unidade de referência do AIR Centre. O objetivo do programa é identificar áreas de interesse científico e tecnológico mútuo que abordem as prioridades regionais e os desafios globais. A agenda científica do AIR Centre também está alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. A iniciativa contribuirá para transformar o Parque, com o suporte do LAMCE, em um living lab (laboratório vivo) para a criação e demonstração de soluções inovadoras para o Oceano Atlântico.

Para José Carlos Pinto, diretor do Parque Tecnológico da UFRJ, a inauguração do AIR Centre – Rio de Janeiro é uma iniciativa extremamente relevante, pois ela concretiza a estratégia da Universidade e do Parque de desenvolvimento de parcerias internacionais. “Esta inauguração realiza a estratégia de participarmos de forma plena e intensa em todas as atividades de pesquisa relacionadas ao Oceano Atlântico. Essas atividades são muito relevantes para a UFRJ porque a universidade abriga laboratórios de pesquisa de excelência nas áreas relacionadas ao estudo dos oceanos, à engenharia naval, às telecomunicações, dentre muitas outras, que podem ser associadas futuramente ao projeto. Além disso, a inauguração cristaliza uma rede de intercomunicações da UFRJ com o resto do mundo. Estamos muito contentes com a oportunidade de inaugurar o escritório do AIR Centre no Rio de Janeiro, no Parque Tecnológico, e convidar as empresas e a Universidade a colaborarem com esse projeto”, afirma.

Para Luiz Landau, diretor do LAMCE, a iniciativa é muito importante para que a UFRJ possa contribuir efetivamente com o desenvolvimento sustentável do ecossistema marinho. “O AIR Centre - Rio de Janeiro é uma iniciativa espetacular, sendo uma rede mundial para compartilhar conhecimento científico e tecnológico para responder aos desafios em torno do Oceano Atlântico, com foco na Agenda da ONU 2030. Será um enorme incremento para que a UFRJ possa efetivamente contribuir na busca de um desenvolvimento sustentável para o ecossistema marinho que nos banha e principalmente para as pessoas”, diz Landau.

Evento também marcará lançamento de programa Living Lab, do Parque Tecnológico da UFRJ.

Na ocasião, também será apresentado o Programa Living Lab Rio, do Parque Tecnológico. O Living Lab Rio é um laboratório urbano aberto, voltado para aplicação, uso e estudo de soluções inovadoras que contribuem para tornar as cidades mais inclusivas, seguras e sustentáveis.  Alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU e concebido em parceria com a Prefeitura e com o Governo do Estado do Rio de Janeiro, o programa busca implementar soluções inovadoras para o desenvolvimento urbano da cidade do Rio de Janeiro. O objetivo é avaliar técnica e economicamente os impactos observados e possibilitar que seja replicado nas demais cidades do país.

Sobre o AIR Centre

Com sede física nos Açores (Portugal), o AIR Centre é um projeto que congrega governos, universidades, centros de investigação e empresas internacionais. Os países fundadores são Portugal, Espanha, Brasil, Angola, Cabo Verde, Nigéria, Uruguai, São Tomé e Príncipe, juntamente com o governo regional dos Açores. São ainda observadores, nesta fase, o Reino Unido e a África do Sul. O AIR Centre vai reunir cientistas e pesquisadores de diversos países, incluindo o Brasil, para desenvolver estudos sobre clima, biodiversidade, correntes marinhas e outros aspectos do oceano, que possam ser usados com o objetivo de gerar desenvolvimento econômico.

 

 

AGÊNCIA UFRJ DE INOVAÇÃO
Rua Hélio de Almeida, s/n - Incubadora de Empresas - Prédio 2 (2º andar)
Cidade Universitária | Ilha do Fundão | Rio de Janeiro - RJ | 21941614
 21 3733-1788 | 21 3733-1797

              facebook        
 twitter 
UFRJ Agência UFRJ de Inovação - PR2 - UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ